Spaniol

Residente e fundador da Sonido Trópico de São Paulo, o enfant terrible Spaniol mistura sua origem Ibérica com o calor sul-americano. Na catarse da eletro-selva, passa pelas batidas místicas do candomblé as flautas e passos andinos.

Produtor desde os 15 anos, suas musicas partem de uma experimentação minimalista com sons orgânicos. De Caetano aos cantos a Nhanderú-ete.

Som, viagem e catarse.